A difícil tarefa de decidir. (Com referências Bíblicas)

Você já esteve diante de uma importante tomada de decisão. Aquela a qual mudaria sua vida para sempre e ficou indeciso, confuso, inseguro?

Desde criança somos estimulados a tomar decisões. Seja o sabor do sorvete, a cor do cabelo da boneca do desenho que pintávamos, qual amiguinho tínhamos mais afinidade, porém na infância a palavra final é sempre a de nossos pais, que neste momento seguramente são os que sabem o que é melhor pra nós.

Quando enfim chegamos a vida adulta, nos deparamos com as maiores e mais expressivas decisões de nossas vidas.
Que faculdade fazer. Quando casar e com quem casar. Ter ou não um filho, ou mais de um. Comprar uma casa, um carro, iniciar ou finalizar um projeto. Quantas decisões!
Compartilho com você neste artigo, um estudo muito interessante que nos fornece informações importantes, de como preparar nosso cérebro para agir a nosso favor nestes momentos tão singulares em nossa vida. Confira!!!

“Durante o sono, o cérebro executa várias tarefas de manutenção e arrumação da informação. É o sono que regenera a nossa energia e capacidade de funcionamento. Uma boa noite de sono permite uma clareza de pensamento, à análise de informação estruturada e tomada de decisões com confiança.
O cérebro opera a duas velocidades: uma rápida e outra lenta.
A parte rápida do cérebro é responsável pela intuição e emoção. É a parte rápida que nos ajuda a apreciar as pessoas com quem interagimos diariamente, aproximando-nos ou afastando-nos delas, fazendo-nos sentir mais ou menos confiança nelas.
É também a parte rápida que nos ajuda a gerar ideias. Por vezes excelentes ideias, como as que são necessárias no lançamento de novos produtos e subitamente nos apercebemos que uma característica que ainda não foi totalmente introduzida no produto será muito apreciada pelos clientes. É uma área criativa do nosso cérebro que age por impulso.
Mas a parte lenta do cérebro é tão ou mais importante do que a parte rápida. É a nossa capacidade de “dormir sobre o assunto”, evitando decisões impulsivas.”

(Daniel Levitin, neurocientista, músico e autor de “A mente organizada” )

Aprenda a controlar sua mente e suas emoções.Seja inteligente emocionalmente e empreenda bravamente em sua vida, aprendendo a decidir  de forma inteligente, mesmo sob momentos de pressão.

A Bíblia ensina que devemos pedir a orientação de Deus antes de tomar uma decisão. Todos enfrentamos decisões importantes na vida e a Bíblia nos dá conselhos para tomar decisões acertadas:

  • Ore – antes de tomar uma decisão, ore a Deus, pedindo Sua orientação para ter a sabedoria de escolher o caminho certo; Deus sabe o que é melhor para você – Tiago 1:5

  • Reflita – não é bom tomar uma decisão apressadamente; antes de decidir, pense nas consequências de cada possibilidade – Provérbios 4:26

  • Cuidado com os sentimentos! – os sentimentos nem sempre estão certos, às vezes nos enganam e confundem; um caminho pode parecer bom no calor do momento mas depois ser errado – não tome uma decisão baseada só no sentimento – Provérbios 14:12

  • Não peque – analise sua decisão à luz da Bíblia; se você sabe que uma das opções vai levar você a pecar, não escolha esse caminho – Salmos 119:9-11

  • Peça conselho – fale com um pastor ou líder ou alguém mais experiente na área de sua decisão; seus conselhos podem ser muito valiosos, dê-lhes consideração – Provérbios 15:22

  • Siga a vontade de Deus – às vezes o caminho certo é o mais difícil mas se Deus lhe está chamando, obedeça; peça força e coragem a Deus para tomar a decisão que você sabe que é certa; se não é de Deus, o caminho que parece mais fácil vai acabar sendo mais difícil – Provérbios 16:3

Aprenda a controlar sua mente e suas emoções.Seja inteligente emocionalmente e empreenda bravamente em sua vida, aprendendo a decidir de forma inteligente e orientado pelo Espirito Santo, mesmo sob momentos de pressão.

Boa Sorte!

Saudações inspiradoras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *